domingo, dezembro 10, 2006

A unidade e o Deus II

Artificial Light - By Augusto Peixoto - Porto, Portugal

Coberto pela mão do senhor sou banhado
Pela chuva (ou serão cristais?)
E procuro a resposta, procuro com rigor, farejo
O corpo de deus, o macrocosmo, a unidade do espírito.

Ad eternum, ad infinitum !
Morrendo todos os dias, nasceremos.

Fundo é o meu poço.
Quero um mar, um céu, qualquer coisa
que me nomeie
e me dispa
desta roupa insólita de carne.

Um comentário:

Ana Maria Costa disse...

Profundo e comovente, gostei muito!
Abraços!