domingo, janeiro 18, 2009

Dos Símbolos

(Foto de Mauro Pereira da Silva - Ilha de São Francisco do Sul - Santa Catarina)
. para aumentar a imagem, clique 1x

Dentro de mim, o mar ressoa,
Trabalho de anos, símbolos que,
escondidos, me desenham.

Dentro de mim, púrpuras acendem
suscetíveis gotas que pingam, lentamente,
Palavras como o mar que ressoa.

Dentro de mim, redes são lançadas
Peixes são arrastados
E palavras riscam o céu de anil.

A pupila do que existe em mim, é o que tenho:
como um jarro cheio até seu limite
De água e desenho.

3 comentários:

Marta Vasil disse...

É soberbo este seu poema onde mar, redes, gotas purpuras... te desenham por dentro.

Um prazer enorme foi lê-lo.

Um beijiho

MV

Mauro Pereira da Silva disse...

Excelente texto, lirico, profundo. Parabéns!, Abraços cordiais.

CarlaSofia disse...

já me falaram deste lugar...
beijinho