terça-feira, julho 29, 2008

Sempre serei vários

(Foto de Isabel Gomes da Silva - Agualva - Portugal)
www.1000imagens.com/Isabel Gomes da Silva


Sou Uno
Quase um toque
A margem norte
De um rio
Transbordado.

Longas pausas
Existem nas pedras
Chuvas freqüentes
E paradoxais
Molham pontos
De vista.

Estradas me fizeram
Assim, desconexo
Afoito em retomar
Minha odisséia
Minha carga
Sempre.

E muita gente
Não saberá
Este repentino
Assombro
De cartas.

Sou Uno
E sempre serei
Vários
Ao mesmo tempo.

Este tremendo frio
Que assola
A alma
Em si mesma
Contraste
Viagem e sol.

Um comentário:

RESSACA disse...

Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...