terça-feira, abril 03, 2007

Na tela

Não quero só o que preciso.
Quero o que eu quero
Não mais que isso.
Quero a sutil presença do fogo
O molhado da vida sem entorno
Nada menos que um minuto,
Mas que este instante seja só
A vida enfeitada e sem luto.

5 comentários:

Paula Negrão disse...

Queremos muito mais do que podemos, infelizmente.

beijo
e boa páscoa!

david santos disse...

Olá, FHYLOS!
Que na tua cruz esteja uma Páscoa igual para toda a humanidade: feliz.

citizenmary disse...

Lindíssimo o seu blog. Obrigado pela visita ao citizen. Um abraço. Maravilhada pela escrita e pelas imagens, também pelo título...

mni disse...

PHYLOS, gosto das suas palavras.

Antero Ferreira disse...

Obrigado por visitar o m/blog. Agora que conheço o seu, vou passar por aqui, mais vezes.
Antero Ferreira